"Educação é o que resta depois de ter esquecido tudo que se aprendeu na escola." (Albert Einstein)

sexta-feira, 22 de maio de 2009

Sobrevivi até a metade do estágio!! :)

Agora só restam 6 aulas, 3 semanas até o término.

Sobre as últimas aulas, tirando o fato de quase ter tido um ataque do coração, sabendo que seria observada pelo Rafael, foram legais.

A primeira aula na terça passada foi mais tranquila porque consegui terminar o que havia planejado. A atividade da outra aula que não consegui terminar, fiz no inicio desta. Era uma atividade em que eu distribuia a cada aluno uma foto de um artista. A atividade foi feita em duplas. Com a foto em mãos, os alunos criaram um diálogo onde eram feitas perguntas do tipo: what's his/her name? how old is he/she? How do you spell your first/last/full/middle name?
Os alunos conseguiram fazer a atividade, mas sempre com minha ajuda. Fiquei caminhando o tempo todo entre as duplas porque a atividade fez com que se dispersassem, acho que pelo fato de ter fotos de diversos artistas, eles ficavam comentando "ai que feio...ai que bonito, eu vejo ela na novela"..uma delas era a foto do "Ronaldo (fenomeno)" e quando viram a foto dele passaram o resto da aula dizendo "Ronaldo"...quem assiste Pânico na TV sabe o que estou falando...hihihi

Depois, eu havia planejado colocar em cima da mesa do professor diversas frases sobre os artistas, usando o presente simples. Cada aluno deveria procurar a frase correspondente ao artista de sua foto. Na hora notei que seria uma bagunça total se todos se levantassem e ficassem na volta de uma mesa só. Acho que teria papelsinho rasgado, empurra-empurra, muita conversa...então decidi mudar: deixei eles nas duplas e, como numa atividade de listening, pedi que prestassem atenção em mim, pois eu pediria para algum aluno sortear uma frase do envelope e eu a leria para toda a turma. Aquele que percebesse que aquela frase pertencia ao seu artista deveria levantar a mão e dizer o nome da pessoa da foto. Por exemplo, quando eu lí "He works in Brasilia", um aluno, na mesma hora disse "Lula...é o meu, teacher!".
Todos conseguiram entender as frases e reconhecer a que lhe pertencia. O tempo desta aula fechou direitinho! :)
Ao contrário da outra... :(

Aula 2, na mesma terça-feira.

Esta foi a aula que o Rafael me observou. Entrei em sala e em seguida ele chegou, cumprimentou meus alunos e achou uma classe la no fundo pra ficar e observar. Tentei não olhar para ele a aula toda, pois ficaria mais nervosa ainda.

Perdi alguns minutos entregando à eles as folhas da aula da semana anterior. Muitos haviam faltado naquela aula porque estava um dia chuvoso. Então tive que entregar duas folhas p/ cada um...uns 10, mais ou menos! Depois, fiz a chamada, sempre tentando olhar para cada um deles quando respondiam para gravar o rosto de todos (ainda não sei o nome da turma toda) e, algumas vezes, alguns respondiam em português, então eu ainda parava, dizia que não tinha entendido...eles se tocavam e diziam "present" ou "here". Só nesta função foram quase 10 minutos! Minha introdução de 10 minutos já estava acabando...

Comecei a aula perguntando se eles já haviam passado pela situação de se enganarem de sala de aula, de entrar por engano em alguma. Eles me responderam bem empolgados que há havia acontecido isto várias vezes. Perguntei como se sentiram e depois questionei-os se alguma vez haviam se separado de um/a colega querido/a alguma vez, se o colega havia trocado de turma, de escola...
então entreguei o texto e disse que eles deveriam me responder, após uma primeira leitura, o que aconteceu com a meninas. Era um diálogo em que duas amigas descobrem que não estão na mesma turma da aula de inglês. Cada uma havia ficado em uma sala diferente.

Alguns alunos disseram que não entendiam nada e eu tentei ajudar dizendo que alguma coisa eles entendiam...eles foram lendo e vendo que realmente sabiam muitas palavras dali.
Depois eu passei 4 questões no quadro. Só não imaginava que iriam demorar taaaaaanto para copiar!!!! Realmente foi muito demorado. Isto que eu fiquei o tempo todo caminhando na sala, olhando caderno por caderno dizendo que estavam demorando muito, que era pra apurar, alguns nem haviam começado a cópia e eu pedia "vamos lá, Fulano, tu nem começaste a copiar e alguns até já terminaram!"
Resumindo, isto era pra intrudução da aula e levou quase os 40 minutos inteiros!
Chamei alguns alunos para responderem no quadro para correção e depois passei para a gramática. Pedi que retirassem do texto duas perguntas com "Are you..." e depois que me dessem as respostas. Quando eles me responderam estas perguntas, o sinal tocou.

Não consegui terminar o desenvolvimento da aula.
Acredito que tenha que diminuir as atividades por aula. Acho, também, que toda a função de entregar folhas e fazer a chamada tomaram um bom tempo no inicio da aula, além da demora da turma em copiar as questões. Na hora que comecei mesmo a aula, quando fiz as perguntas sobre a troca de escola e o engano ao entrar em uma sala, acreditava que poucos alunos falariam e que poucos teriam passado por esta situação. Surpreendi-me ao ver muitos alunos me contando suas sitações e não consegui (e acho q nao seria prudente) interrompe-los.

Tenho que melhorar no tempo...
=/

bom fim de semana, gente!

Um comentário:

Larissa Kurtz dos Santos disse...

Karina, vi que na tua primeira aula, observando a situação da turma, tivesse que ser flexível com o plano e adaptar a atividade. Isso é algo que precisamos fazer o tempo todo, não é? Às vezes é por causa da bagunça, mas também pode ser por causa do tempo, porque os alunos estão tendo muita dificuldade ou porque a atividade está muito fácil etc. Enfim, ser professor envolve bastante jogo de cintura e capacidade de improvisar e criar coisas novas a partir de um planejamento prévio.

Ficaste muito nervosa com a observação, então? Mas que bom que já passou!!! hehehe Quanto à demora para copiar, foi exatamente o que eu observei na minha turma. Fiquei apavorada! Acho que nós perdemos essa noção depois que amadurecemos e aprendemos a copiar ao mesmo tempo em que o professor fala! :P
Boa sorte nas tuas últimas aulas!